Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

EXPOSIÇÃO VIRTUAL

Lea Campos, a primeira árbitra

Desde julho de 2019

A história de Lea Campos é sinônimo de resistência. Lutando contra as proibições e preconceitos da época, a mineira passou por concursos de beleza, política e jornalismo até conquistar o título de primeira mulher a ser árbitra de futebol. Esta exposição conta a trajetória de luta que Lea precisou para alcançar seus sonhos.  

Data
Desde julho de 2019

Acesso gratuito na plataforma Google Arts&Culture.

Luta e resistência

Página de jornal em preto e branco com a foto de Lea Campos

Durante 40 anos, entre 1941 e 1979, as mulheres foram impedidas de praticar esportes no Brasil. Mas quem disse que apitar também era proibido? Foi usando esta brecha que Lea Campos desafiou a todos e se tornou a primeira mulher árbitra de futebol, história retratada nesta exposição virtual no Google Art & Culture. 

Não foram poucas as tentativas de barrar a mineira de alcançar seus objetivos. Mas ela resistiu. A exposição mostra que ela destacou em todas as áreas que se propôs a atuar, desde concursos de beleza à política, até conseguir o tão sonhado diploma de arbitragem. 

Além disso, a mostra relata que, depois de muito esforço, Lea representou o Brasil no exterior, foi atração de jogos em solo nacional, abriu diversas portas, mas um acidente precoce interrompeu sua promissora carreira como árbitra.  

Acesse a exposição

Ficha técnica

Pesquisa
Aira Bonfim e Cassimano

Textos
Aira Bonfim e Daniela Alfonsi

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Governo do Estado de SP