Projeto Deficiente Residente

O Projeto Deficiente Residente tem o objetivo de qualificar o atendimento às pessoas com deficiência que visitam o Museu do Futebol.

Periodicamente, chamamos pessoas com deficiência para trabalhar conosco, convivendo com a equipe para quebrar as barreiras de atitude e comunicação que acabam sendo obstáculos à verdadeira inclusão.

Nossos residentes nos ajudam a aprimorar os recursos de acessibilidade disponibilizados pelo Museu, a desenvolver jogos educativos inclusivos, e a e a promover pequenos ajustes no espaço expositivo para que as visitas sejam realmente acessíveis para todos.

O projeto teve início em 2010 e é referência nacional em acessibilidade para Museus. Em 2019, pela primeira vez tivemos um residente atleta: Alex Firmino, jogador de Futebol de Amputados.

A cada residência, desenvolvemos junto com o participante um produto educativo baseado na experiência.

Nossos residentes

2010 Deficiência Visual I Residentes: José Vicente de Paula e Paulo Pitombo

2011   Deficiência Intelectual I Residentes: André Pinheiro e Mario Paulo Greggio

2012   Deficiência Auditiva I Residentes: Edvaldo Santos e Luana Milani

2013   Deficiência Física I Residentes: Fernanda Bucci e Rafael Hentschel

2014   Saúde Mental I Residentes: Luis Felipe Lima

2015   Todos os residentes das edições passadas voltaram ao programa neste ano.

2017   Deficiência Intelectual (Síndrome de Down) I Residente: Estela Pereira de Almeida

2018   Deficiência Auditiva I Residente: Fernando Emerson de Araujo Costa

2019   Amputação | Residente: Alex Firmino dos Santos

Produtos desenvolvidos

Cartilhas Museu do Futebol para Todos

                     

Documentário sobre o Projeto Deficiente Residente (2016)

Muito Além do Futebol – um guia em Libras

Galeria de imagens